« Domestico | Carnaval » | 27 » | Ataque » | Rádio » | Voltas » | Desejo » | Fácil » | Cariocas » | Pequeno Samba pra Miss P » | Ingratidão »

Saudade

A saudade faz frio de tremer os ossos
Desumidece de rachar os lávios
E engole a vida de tal conformidade
Que as partes todas de mim desaparecem

E quando foi de novo perto o coração dela
E também os turbilhões ensandecidos
De ventos imaginários se desfazem
Terei outra vez o controle
Das partes invisíveis do meu ser...

E então,
Num ataque cruel de ignorância,
Vendo o mundo borrado de olhos onipresentes,
Roubar-te-ei aquele beijo prometido na chuva
E adiado infinitamente pelas tuas estripulias

é.

a saudade é algo que despedaça do jeito mais cruel que eu conheço..

beijo

Gente, que tanta saudade é essa? É uma prévia do que acontecerá a partir de fevereiro? Madre te ama, meu lindo...

Meu caro poeta...Saudade,como estava com saudades das suas poesias...
Beijos
maravilhoso...

ié! pega elaaaa!
(que comentário mais anti-romântico rs. descurpa)
bjo!

raggazzo! piu bello blog del mondo!
saudade é mesmo um trem estranho... mas quando é sausável, melhor ainda (se é que você me entende...)
baccinos!

Posta un commento