« Domestico | 12 » | Aniversário » | Sândalo » | Momento FOTOLOG » | Samurai » | Fraticídio » | Saibro » | Cânfora » | Chora mãe, chora » | Dueto »

Ingratidão

Vou parar de colar as vitórias

Que das Glórias de outros vieram

E nas marcas que estacam, simplórias

Mais de tudo pra cima e do meio


E então, quando a solidão

Tornar-se um março eterno e rançoso

De chuvas, renovando o cio

E eu chorar de novo pra que ela me perdoe

Vou me embora antes que ela me vicie

Vou me embora antes que ela me domine.

É isso aí!
Dá mole pra ingratidão não!
Gostei novamente

TEXTO BOM.. TALVEZ UM TANTO RANCOROSO, MAS BOM..

BEIJO

Muito bom!

Muito bom!

Abração!!!

neste caso ja estamos viciados meu amigo ja estamos...

FERNANDO GUERRERO
MUITO BOM TEU BLOG, SE PUDER VISITA O MEU E DIZ QUE ACHO, VALEU
http://ferrero.uniblog.com.br/

Estou boquiaberta novamente...MARAVILHOSO...Adoro o que escreve...
Acho que virei fã...
Beijos

Aí, magrão, gostei. saudade de vc.
sorte e saúde pra todos!

Tahkren: É, né? Senão ela nos consome...

Juliana: Não tá rancoroso. É uma declaração, só isso..

André: Ah, valeu. rsrsrs

Willians: Graças a Deus. rsrsrs

Ferrero: detestei...

Flora: Ah, será a primeira. Beijos

Ane: Eu apareço no teu blog sempre. Adoro o q tu escreve...

Posta un commento