« Domestico | Cariocas » | Pequeno Samba pra Miss P » | Ingratidão » | 12 » | Aniversário » | Sândalo » | Momento FOTOLOG » | Samurai » | Fraticídio » | Saibro »

Fácil

Se eu sonho que não sou
Ou se sou
E não sonho
É porque do pó que veio só
Antes que viesse, vim e vi
Melado entre tuas pernas
Pra que eu morresse de vontade...


E depois da vontade veio o escaldo
Que precede o escândalo
Das tuas veias brilhando como o sol
Ferinas e insinuadas
Cópias inusitadas
Do teu
Eu


*****************************************

Hum, só uma coisinha q eu fiz e que queria postar há tempos...

Belo poema.
Gosto de como você usa a diagramação como parte do texto.

Olá meu amado.
Passei uns dias sem vim aqui mas li tudo.
Maravilhoso como sempre.
Um grande beijo.

gostei muitão.

beijo

Ohhhh Poeta querido, desculpa a demora, é que a correria esta grande, mas deu tempo de ver...

Que lindo que ficou, mto obrigadaaaaaa...estamos guardando todas estas imagens...

Parabéns pelo poema tbem, mto sensível tbem....

A dúvida do programa de hoje é: Amor de verão sobe a serra?
Contamos com sua ilustre presença.

Abraços das Desassistidas!

vamos lá:
- se seu ano foi tão louco como o meu, vc precisa contar!!
- trabalho com cinema e televisão.
- será uma honra contar a tua história! deixa comigo!

bjão

Nossa...como sempre mandando muito Bem!
Tava com Saudades do teu Blog...
"Antes que viesse, vim e vi"
Beijo Enorme no Coração
Paty

Posta un commento