« Domestico | Quando eu vir dali » | Espelhos » | Lágrimas » | A Voz » | Gente... » | Auto-retrato » | Vagos versos » | A Faca que Matou José Augusto » | Stravinsky... » | Embolada »

Fichas



Não que a boca seja mais que louca
Ou transborde quando ela sorri.
Não que o beijo seja meu desejo
Que se recorde ou vá por aí.
Não que a força seja mais exposta
Mais leve e jeitosa, voando pelo ar.
Pois que ela, vista da janela
Correndo da fera a me esperar
Ela sofre, sei que ela pode
Quando quiser me encantar
Ela escolhe e outra cara espera
Virgem em plena aquarela
Mulher nua e espaldar

Eu conheço muitas mulheres assim, sem muitos atrativos, que ganham um cintilar diferente quando estão felizes. Muito, muito felizes.

Uma boca que encanta... ;)

Posta un commento