« Domestico | Pra dois Amantes » | Diário de Bordo I - Rodoferroviária » | Bem... » | Cily » | Luto... » | Onomatopéias » | Por um Novo Brasil » | Ladrilho » | Campanha Ajude o Brincher » | Poeta de Merda »

Um Pequeno Poema pra Mamy




Fixo o verso
Finda o válido olhar
Na flauta augusta do amor materno
Faz a cor noturna
Faz a chama ardente
E vive a flor da imagem Santa
Na flauta augusta do amor materno

Línguas, brincos
Violoncelos
Flautas e tamborins
No nascimento do Semi-homem
Deseperado pela corrida
De uma vida inevitável
Na flauta augusta do amor materno



Escrito ao som de Stravinsk
***************************************

Não sei se vocês já notaram, mas eu sou um fã incondicional do Monet. Sempre pinta um quadro dele por aqui. Este se chama Jovem Mãe...

Estava fazendo minhas visitas matinais e lembrei-me: Agora é o meu poeta. O poema é lindo, a imagem belíssima e você... você é tudo de bom!!!!
Um beijão enorme , do tamanho do meu carinho por você.

EU TE AAAAAAAAMMMMMMMOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!1

Ah, q legal! Poema pra Mamy!!!!
=******

Mamy baba que está mesmo muito bom!

Que lindo!

E obrigada pelo carinho!

Um beijo!

aee poeta mandou bem na homenagem p a mamy...ela merece meeeeeesmo
abraços

Posta un commento