« Domestico | Mão » | Caldas » | Cheiros » | Molotov » | Novidades » | Beatles » | Musa em Azul 1 » | Tédio » | Um Pequeno Poema pra Mamy » | Pra dois Amantes »

Triste...




Sempre que chover lembrarei de você
Nas curvas frias da minha vida
A suavidade dos suspiros divididos
No sonho estelar que não foi concreto...


Será que então, no fim
Onde os olhos se emaranham abandonados
Voltará a brilhar um sol tênue
Antes que voltem os ventos do crepúsculo?


Não, não virá o sol
Nem o beijo
Nem o toque suavizador
Nem as ilusões...
Ficará apenas a solidão
Eterna companheira libertadora
Vulgar prostituta com quem me deito às noites


Ficará ela a me desposar
Junto às minhas outras decepções passadas
Sempre me cobrando seu tributo, sua paga
As mãos que me guiam para um trágico
Espetáculo final e insolente
O Sangue vertido em lágrimas potencializadas
O Beijo esquecido nas lembranças escondidas
O Orgasmo contido em mais um avassalamento passageiro

Poeta, meu lindo, o template está SENSACIONAL!!!!!!!!!

O texto também... mas, como diz o título, está triste...

O template realmente tem tudo a ver com esse momento novo...

Quanto ao poema, as palavras faltam.
Só fica o sentir.

Um beijo.

Tá MUITO lindo o template!!
Bjs!

Esse soou meio Arcadista. As vezes penso que vc é do século desenova (é, não sei algarismo romanos. Triste...)

E pra não passar batido: Este template é o seu melhor de todos.

Pô, POeta...amei o template novo.....
só tenho algumas idéia, quem sabe te falo opr msn..
bom...curti essa parte que fala:

"Sempre que chover lembrarei de você
Nas curvas frias da minha vida"

bjosss

mmmmm... tá bem bonito por aqui, hein?

pois eh... tava com saudade de escrever... pena que o que tinha foi pro espaço... rsrsrsrs

anyway... o melhor é renascer de novo (a redundância é proposital), certo?

Beijos!

Posta un commento