« Domestico | Musa em Azul 1 » | Tédio » | Um Pequeno Poema pra Mamy » | Pra dois Amantes » | Diário de Bordo I - Rodoferroviária » | Bem... » | Cily » | Luto... » | Onomatopéias » | Por um Novo Brasil »

Beatles

Fim
Nem sempre fica o som
Depois que pára o coração
E a dúvida vira insolência
Fantasia romântica
Pedaços de papel voando pelo ar

Tudo que fui se embala num disco inacabado
Perdido na noite dos sonhos
Trucidado entre as vagas de ondas.
E a saudade fica com a tristeza
Embalando os filhos de meus pesadelos



Surpresa...

Humm...Beatles!
Muito bom!

eu ouviii
aaa
vooozzzz
dooo
poooeeeetttaaaaaaaaaa
recitandoooo
o poemaaaaa
só pra mimmm
HAHAHAHAAHHAHAH

uma das capas mais mal compreendidas dos ultimos tempos...

Oi Poeta
Vim aqui porque vi, nos comentários de outro blog, a imagem do seu perfil
e adoro Magritte.
Não era você que há um tempo atrás tinha a foto do "traição das imagens" no perfil?
Ah
e amo Beatles,
é claro
Bj
AP

Pôxa, não ouvi nada... Mas gostei do poema!

Bjs.

Me amarro nessa capa... ainda que não a compreenda...

Posta un commento