« Domestico | Sobre Ontem » | Cimento » | Um novo momento » | Clarisse » | Mães » | Mozart » | Pôr-do-Sol » | Poeminhas » | Um Canto Triste » | Econometrarquitetura »

Flor


Mulher-Flor de lúcidas palavras
Cultura maravilhosa, cor gris
Versos sem métrica, fuligem mental
Explosão de idéias: pensamentos descoesos
Excentricidade, uniformidade, deteminância
Carência, substância: força imperial
Rainha dos sonhos noturnos e diurnos

Mulher-orquídea, suave e sensual
Mulher que dança no infinitésimo amoroso
Mulher: peito, ventre, lábios, ancas e cérebro
Mulher encantadora que enlouquece o poeta...

Ah! Como encontrar o parâmetro correto?
Curvas e comprimentos, circunferências e esferas
Parabolóides hiperbólicos, senóides e selenóides

Ah! Loucura viril que destrói o entendimento,
Desejo ardente de possuir o ósculo, o peito arfante
O sorriso malicioso da orquídea apaixonada

Mulher: impressão duradora e descontínua
Mulher: sussuro leve no ouvido destro,
Sentimentalidades, eloqüência, morte

Flor


P.S.: Agora que tu leu de riba pra baixo, que tal ler de baixo pra riba?

De cima pra baixo, de baixo pra cima, você sempre supreende. Daqui a pouco vai escrever invertendo a linha horizontal também. Bjs.

uhuhuhuhuhu!
derivada primeira e segunda positivas, hein!?!
afff...cada vez melhor...
tu és explosivo, homem?!?!
assim não dá pra modelar a qualidade das poesias...
vou perder meu emprego! :P
ehehehehehehe
um beijo pro c!

Eita! Sentimento e inspiração, pelo visto, estão a mil. Maravilha! Nós, leitores, só ganhamos. Viva! Estamos todos lucrando!

Hummm... tá apaixonado é?
Beijos

gostou de que, hein, moço?'

VIVAAAAAAAAAAAAA!!!
LINDO...LINDO...LINDO!!!
BJS

eu lia. mas agora que vc não me considera, eu não vou mais ler. :-/

quem é que invade teus sonhos e é a Mulher para tanta inspiraçao?

tá que é um camaleão hem!
Beijos.
Bela

Posta un commento