« Domestico | Contra-Senso » | Amores Brutos » | Inspiraçao » | Só Um Aquecimento » | De volta.... » | Noites... » | Punk Love... » | Amor » | Novo Blog Punk » | Sobre Como o Poeta Matemático e o Anarquista se Re... »

Tango Natureza

A boca carnuda espera atenta
Entre os Campos Elíseos
E suspira adocicada
Ao sabor dos beijos surdos
E da sinfonia torpe dos anjos
Entremeada pelo toque da maresia

Tuas mãos sobre meu corpo, teu suspiro doce
Me encanta como doces vergéis encantados
As ondas derrubam nossas almas
Que se misturam
E se embalsamam na saliva dos corpos
Acreditando assim permanecer eternos
Sob as lágrimas da lua
Que inveja o enlaçar de nossos corpos
E os sons de nossas almas
Que gritam, que dançam leves
Como as flores sopradas pela maresia
E forte como um tango louco

Beijo-te com meus lábios encantados
E me delicio com os suspiros teus.
O abraço apertado imita o tango breve
No ritmo cardíaco, teu corpo e o meu
Insistem em ser um corpo mesmo em dois
E se sincretizam num bailado mágico
A flor e o mar, no ritmo da noite,
Imitando a vida, o verbo e o sangue.

Sabes que na vida se o céu se abre é porque sorriste?
Não te levo comigo, te deixo livre
A dançar feito bailarina por entre os pés de algodão
Não lhe algemo por maresias e por almas
Finjo ter-te só para mim por um segundo
No outro já sei que voa por terras distantes
Abro meus braços, sozinho a beira de um precipício
Te sinto no vento que me abraça
Na imensidão de olhar para baixo e não ver o fim
Não sei qual é o teu fim
Assim como não sei qual é o fim do céu, do abismo e do mar.
Abro os braços, consciente que não és minha
Como não é meu o céu, nem o abismo, nem o mar
E sem lhe prender com as algemas da redenção
Tenho te nos braços
Tenho-te em todos os cantos
Vejo-te em todos os pássaros, em todas as árvores, todos os frutos
És livre como o ar que entra e sai de meus pulmões
És presente em tudo como a própria natureza
Livre como a própria liberdade

**********************************************************************
Caros,

Esta poesia maravilhosa foi escrita a duas mãos por mim e por um certo animal sentimental numa conversa no MSN. Acredito que esteja entre as melhores que já foram aqui postadas. Então, ajeitem-se na cadeira e sintam a beleza de cada um dos versos...

Abraços.

*************************************************************************

Tem coisa nova na saga. Se vocês quiserem saber como Guerreiro Anarquista e o Judeu caíram na pancada, cliquem aqui.

OLha, até que essa nossa parceria deu certo!
Gostei muito, muito...
:)
Beijo grande, parceiro! rss

gostaria de saber no que pensavam os poeta.
no mais, ficou esplendido!

Me digam se o Djanelón não é uma caixinha de surpresas?

Adorei o poema.

Puxa vida! Descobrimos então uma nova poetisa?!!?! Se bem que ela já escreve poeticamente bem! Mas... ficou supimpa mesmo!!

(coments atrasados, se der pra vc dar uma lida)

Ui! Senti uma pontinha de ciúmes na Punk.
Quanto à poesia: CARACA!!!! FICOU LINDA!!!! Pena que não pude ficar até o final no djanelon de ontem, para ver esse parto. Tomara que seja a primeira de várias.

Lindo... muito mesmo. E pensar que foi escrito a quatro mãos... parabéns à dupla!

Muito muito muito bom mesmo!

Bela parceria, bela poesia.

Otima parceria. Os dois tem estilos parecido mesmo.

Tango... que coisa mais nostalgica e bonita.

Não tem nada de piegas aqui. Quem sempre gosta de tudo que escreve é porque não tem senso crítico e vive se achando. O que não acontece nos blogs maravilhosos que visito.

A sua inspiração deve vir dos números, porque eu penso letrísticamente e acabo cansando.

10 (hehehe...)

Fer: Se deu certo a gente tem de repetir, né não?

Punk: Se vc quizer eu te conto no ouvido depois, hehe...

Rô: Fala sério, né? A gente faz cada loucura nos Djanélon...

Ana P.: Nova nada, ela escreve supimpamente bem. Sou fã dessa menina...

Mamy: Ela disse que não ficou com ciúmes não. Eu não disse que era uma poesia maravilhosa?

JuJu: Mais parabéns pra Fer, ela é ouro. Ele escreve muito bem...

Jussara: Haha, mas vc entende muito mais de parceria do que eu...

Selph: A idéia do tango foi dela. Ficou bom mesmo, deu uma cadência...

Alana: Pois é, essa blogosfera é tudo de bom, né não? Ah, e sobre os números, eu uso a matemática só pra poder usar a lógica pra mudar a ordem das coisas. O resto é letras mesmo...

Mamy: Agora eu respondi, né?

Nossa, e que poema.. Eu fiquei sem palavras.. VOei.. rs..

Looking for information and found it at this great site...
» » »

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. » »

Enjoyed a lot! video editing programs

Posta un commento