« Domestico | Novo Blog Punk » | Sobre Como o Poeta Matemático e o Anarquista se Re... » | Um Dia Feliz, Enfim » | Algumas Musiquinhas » | Sobre como o Poeta Matemático e o Anarquista se Re... » | Banquete de Sensações (Soneto 8) » | Tedio » | Passarinho, Passarás, Passarei » | Para a Menina Prodigio... » | Ave »

Amor

O amor é planta, que cresce
E domina a alma do amante
E destrona o rei e o príncipe
E perde do caminho o caminhante

É a sensação que domina,
O supremo descompasso
A flor que descansa no regaço
E sustenta as sentimentalidades

Ah! Insensato coração
Leviano como um beijo
Que derruba, atrapalha e reverbera.
Um beijo surdo que muda tudo
Um maremoto, um furacão
Um clamor, revolução

Uma força que derruba e recomeça.
Um recomeço que reforma e reforça
Um reforço que deforma e arrebata....


**************************************************************

Eu não curto muito esses posts de namorado pra namorada, mas acho que de vez em quando a Punk merece um tiquinho....

Por isso, meus próximos posts serão todos pra ela...

O Amor é assim. Amor de punk é ainda mais...

Lindíssimo!
Como estou muito sensibilizada ultimamente, eu quase chorei! hehehe
Muito bom... :D

Lindo! amigo, lindo. Sobre escrever minha história eu tava brincando... De qualquer forma obrigada pela gentileza. Quem sabe um dia eu mesma escrevo.

Falar de amor pra mim é sempre válido. E falar de amor dessa maneira é ainda mais lindo. Estarei te acompanhando aqui e lá.
Tudo de bom

Lindas palavras.

É... como eu te disse... eu desisti de falar de amor. Mas suas palavras, bem, valem a pena qquer amor. QUe sorte a punk tem!

Nossa, é impressão minha ou tá todo mundo apaixonado?
Uns apaixonados, outros tristes, outros confusos...rss..caramba!
Gostei da poesia...A punk conhece o teu blog?!
Beijo!

Realmente o amor está no ar.
Lindo poema!!!

Eu sei que vou falar algo batiiiiiiiiiido, mas lá vai...
OS punks também amam!
Seja feliz meu amigo! Eu aqui torço por você!

Eita, se um diabético entrar na internet e fizer um passeio pela minha blogosfera, vai cair durinho!

Se bem que cada amor tem sabor p'roprio, sal, açúcar, pimenta.

Nossa...que poesia linda!
Garota de sorte a Punk...
Bjs
PATYÇAZINHA

JuJu: No woman no cry, no woman no cry...

Luiza: Mas se precisar de mim pra qualquer coisa, pode contar..

Bela: Ah, brigado pela força. Amor e' assim mesmo...

Max: Obrigado

Ana P.: Quem tem sorte sou eu...

Fer: Ela conhece, mas nunca le. Acho que ela nao gosta muito do que eu escrevo. Sei la...

Ro: Love's in the air..

Coyote: os fisicos tambem...

Menina: O meu tem sabor de gas lacrimogenio, hehe...

Patiçazinha: Ah, quem tem sorte mesmo sou eu. Quantas mulheres aturariam a mim?

Best regards from NY! » »

Posta un commento