« Domestico | Sobre como o Poeta Matemático e o Anarquista se Re... » | Banquete de Sensações (Soneto 8) » | Tedio » | Passarinho, Passarás, Passarei » | Para a Menina Prodigio... » | Ave » | Reveillon - Parte II » | Sou Eu, Não Acreditas? » | Chuva » | A Teoria dos Cachorros Assassinos »

Algumas Musiquinhas

Bem, às vezes eu ataco o violão, como alguns aqui sabem. Então, resolvi postar umas coisinhas aqui. Ei-las:

Bossa Nova Armageddon

Dorme lá fora a cidade no seu manto negro
Enquanto eu aqui no meu quarto espero sentado
Por promessas de titãs
Que em dias difíceis ousei acreditar
Mas já é tarde...
O Armageddon está em nossa porta
Nos esperando pra brincar de amor...

Porque tá tudo tão cinza?
Porque tanta gente gritando?
A face escura da morte é mesmo tão linda...
Mas se é tarde pra perdoar
Pra quê ouvir o barulho dos crentes
A me azucrinar?
Não quero saber...
Já posso ver
Os anjos da Morte
Nos levando pro azul do amor...

Eu não acreditava em buracos negros...
A Terra é mesmo azul vista daqui de cima!
Sorte que ninguém contará nossos erros a nossos filhos
Óh, meu amor! Não queira ter filhos
Vê-los morrer de terror é muito ruim...

(Em ritmo de bossa nova, do começo ao fim...)

Os Anjos da Revolução

Desde pequeno,
Quando vem a noite
Temo a escuridão!
Porque me lembro
Daquela tarde
Em que começou a revolução!
Quando nossas tropas,
Dadas como mortas
Tomaram o Controle do país
E a democracia
Foi subjulgada
Dada como meretriz!
E os nossos versos
Não foram escutados
Por quem mais precisava ouvir
E eu pude ver você
Chorar pelos cantos
Caçando outro jeito de fugir!
E agora em nossa boca
Só há gosto de estrume
Restos de uma luta sem razão
E já que não podemos
Pintar as nossas caras
Ou juntar os gritos da nação:

Correremos pois
Pra um lugar bem mais distante
Invadiremos pois
A casa do ditador
Pintaremos nossas vergonhas
Com as cores da inveja
E a esperança então
Será esposa do terror
E os tomates atirados
Não serão mais esquecidos,
Daremos a eles
O tesouro que não temos
A cobiça e a difamação
Serão a marca dessa nova nação
Tão bela como a antiga....

Eu tive medo do escuro
Eu tive medo da chuva
Eu tive medo do ódio
E da revolução
(2X)

(Dedilhado nas primeira parte e rock nas duas últimas)


Falsos Ideais

Já se foram Falsos Ideais
Velhos garotos já não cantam mais
Eu já te diverti fique longe daqui
A minha casa não merece você...

Já se foram os crimes banais
Todos fugiram dos Anões de Jardim
E esse silêncio não me traz sossego
Fico com medo da polícia o dia inteiro

Me lembro daqueles dias
Parece ontem mas foi longe daqui
Aquele barbudo comunista
Nos dizendo o que fazer de nossas vidas

Mas eram tudo falsos ideais
Velhos garotos já não cantam mais
Ou dizem Aleluia
Ou dizem Aleluia
Ou dizem Aleluia e Adeus....

(Dedilhado nas primeiras partes, entra a bateria e o resto dos instrumentos na última)

Espero que vocês tenham gostado. Se der eu mando os arquivos gravados um dia ou canto, hehe...

Abraço...

Comentarei em partes e um comentário avulso no final:

Bossa Nova Armageddon: me soou meio triste, e talvez se eu ouvir a melodia eu mude de idéia; mas gostei muito da parte "Óh, meu amor! Não queira ter filhos / Vê-los morrer de terror é muito ruim..." Eu imagino que realmente seja, mas... a vida é assim? Não, não... depende da gente, né!

Os Anjos da Revolução: essa daí, lá pelo meio da canção, dá uma vontade de sair e criar uma revolução. Só pra ter o que cantar junto contigo!

Falsos Ideais: "velhos garotos já não cantam mais"... depois de ler as três músicas, sinto que seu estilo me lembra alguém, mas não quero pecar pelo exagero aqui... Sei lá!

Comentário avulso I: você não responde mais os nossos comentários? Quem mandou acostumar mal!!!

Comentário avulso II: eu gosto demais desse Poeta, viu... Um amigo e tanto você! Valeu por me ajudar a descobrir o valor do sorriso de uma dama... (mesmo tendo chorado bastante hoje!)

Opa, gostei da pegada...

Esses "aleluias" e "crentes" indicam que há alguma assembléia de deus perto da sua casa? :D

Fiquei curiosa de ouvir uma Bossa NOva de letra tão complexa...

Olha, eu tenho violão aqui em casa... Se rolar, sabe como é...

Disponibilize os arquivos das canções gravadas, gostaria de ouvi-las. Abraços!

Ei, menino! O que é isso?!?!? Gostei demais, claro que quero ouvir as gravações! A bossa nova é muito triste, caramba... Os rocks, gente, parece até Legião Urbana.
Estou esperando os arquivos gravados.

Gostei muito garoto. Posso dizer uma brincadeirinha? Não deixa pra lá. Você é sensacional!
beijos.

tem cheiro de Brasília...

As letras são legais...Mas preciso ouvir a música pra ter uma opinião concreta.
Beijinhos, poeta!

ahhh, vou entrar na aula de violão mês que vem!
Legal né? :)

Ana P.: 1. Imagina ela como uma bossa pra se cantar no ouvidinho. A melodia é triste mesmo e era esse o objetivo, ser uma narração meio cataclísmica...

2. Hehe, mas vc não percebeu que ela critica veementemente as revoluções? (Quando nossas tropas, dadas como mortas tomaram o controle do país/ e a democracia.. dada como meretriz..)

3. Hum, essa é uma das músicas que eu mais gosto. Essa parte é uma das mais profundas, nossos filhos estão envelhecendo cedo demais e vivendo mal demais. As crianças não cantam, os velhos não cantam. A letra é cheia dessa sacadas, eu a acho muito inteligente (sem pecar pela falta de modéstia, hehe)

4. Eu tô respondendo agora...

5. Eu acho que vc já sabia... Agradeça ao Anarquista...

Ei,
não consegui imaginar as músicas cantadas, mas eu tenho um pouco de medo de colocar minhas letras na internet. Até poesias! Mas letras ainda mais... sei lá, pira da minha cabeça! hehe
Bju!

Puxa! Só a Ana merece resposta? Magoei...

Posta un commento